O tabu da amamentação

Quando você está com uma criança no colo, as pessoas automaticamente perguntam: “Tá dando muito peito?” Antes mesmo daquele “oi, tudo bem? Precisa de algo?”. E isso não surge apenas de pessoas próximas, mas de qualquer um que te vê caminhando na rua. Algo natural tendo em vista a história das mulheres de antigamente eContinuar lendo “O tabu da amamentação”

Para uma gestação tranquila

Se informar, conversar, questionar… tudo isso é extremamente importante quando estamos grávidas. Não tem aquele ditado que diz: “a primeira vez a gente nunca esquece?”. Então, com a maternidade creio que é exatamente dessa forma. Receber a notícia de que você está grávida automaticamente muda tudo, quando essa gravidez evolui, misericórdia! Ai que o bichoContinuar lendo “Para uma gestação tranquila”

Orações para grávidas e tentantes

Quando nosso primeiro bebê foi para a glória de Deus fiz inúmeras orações. Rezava pela alma dele e para Deus confortar nossos corações. Passado o tempo de luto, comecei a rezar para que Deus nos desse novamente a graça de engravidar, encontrei inúmeras orações e histórias de Santos que receberam essa graça. A todo tempoContinuar lendo “Orações para grávidas e tentantes”

Meu parto, minhas regras

Escrevi com o coração, se prepara para o textão! “Se alguém te disse que você poderia ter um dos momentos mais transcendentais fisicamente, emocionalmente e espiritualmente da sua vida e aqui está o mapa para chegar lá, você realmente diria não?” (Elizabeth Davis) Parir é exatamente isso! Passado os famosos e longos 40 dias resolviContinuar lendo “Meu parto, minhas regras”

Mês 9: A grávida de Taubaté

No 9° mês eu tinha a sensação que a minha barriga estava parecendo aquela lua gigante que aparece uma vez em milhões de anos. Justo eu que chorei tanto no início da gravidez achando que a barriga estava pequena demais. As últimas semanas de gestação veio acompanhada de tudo de mais estranho que pode acontecerContinuar lendo “Mês 9: A grávida de Taubaté”

Mês 8: 3 anos de gestação pode?

Desde que me conheço por gente, eu sempre desejei ser mãe. O gestar, cuidar, amar estava impregnado em mim. Talvez pelas boas lembranças e relação que sempre tive com a minha mãe, que mesmo com as suas fragilidades sempre foi uma mãe maravilhosa. Mas o 8° mês veio carregado de medos, sensação que não haviaContinuar lendo “Mês 8: 3 anos de gestação pode?”

Mês 7: Esse bebê não vira?

No 7° mês eu poderia escrever “idem 6° mês”. Se não fosse o desespero de não ter nada pronto, e do Benjamin ainda não ter virado (o que para mim era fundamental já que eu queria parto normal e confesso, estava desesperada com ele sentado). Além do que, haviam me alertado que o bebê poderia nascerContinuar lendo “Mês 7: Esse bebê não vira?”

Mês 6: Ego lá no alto

Não tenho dúvidas que o 6° mês foi o cara! Pelo meu olhar a barriga estava linda e eu estava me achando a mãe garota propaganda. A barriga não estava tão pesada, minhas roupas antes da gravidez ainda serviam e nada de inchaço, o que possibilitava eu fazer minhas combinações com tênis. Eu amava meContinuar lendo “Mês 6: Ego lá no alto”

Mês 5: O drama da barriga

Passado a adaptação inicial. Sim, ela precisa acontecer com toda mulher, mesmo que essa sempre tenha desejado ser mãe como era o meu caso. No 5º mês eu dei espaço para as “nóias” que acompanham a maternidade e a minha era bem louca! Encasquetei que a minha barriga não estava crescendo. Eu achava que estavaContinuar lendo “Mês 5: O drama da barriga”