Mês 8: 3 anos de gestação pode?

Desde que me conheço por gente, eu sempre desejei ser mãe. O gestar, cuidar, amar estava impregnado em mim. Talvez pelas boas lembranças e relação que sempre tive com a minha mãe, que mesmo com as suas fragilidades sempre foi uma mãe maravilhosa. Mas o 8° mês veio carregado de medos, sensação que não haviaContinuar lendo “Mês 8: 3 anos de gestação pode?”

Mês 7: Esse bebê não vira?

No 7° mês eu poderia escrever “idem 6° mês”. Se não fosse o desespero de não ter nada pronto, e do Benjamin ainda não ter virado (o que para mim era fundamental já que eu queria parto normal e confesso, estava desesperada com ele sentado). Além do que, haviam me alertado que o bebê poderia nascerContinuar lendo “Mês 7: Esse bebê não vira?”

Mês 6: Ego lá no alto

Não tenho dúvidas que o 6° mês foi o cara! Pelo meu olhar a barriga estava linda e eu estava me achando a mãe garota propaganda. A barriga não estava tão pesada, minhas roupas antes da gravidez ainda serviam e nada de inchaço, o que possibilitava eu fazer minhas combinações com tênis. Eu amava meContinuar lendo “Mês 6: Ego lá no alto”

Mês 5: O drama da barriga

Passado a adaptação inicial. Sim, ela precisa acontecer com toda mulher, mesmo que essa sempre tenha desejado ser mãe como era o meu caso. No 5º mês eu dei espaço para as “nóias” que acompanham a maternidade e a minha era bem louca! Encasquetei que a minha barriga não estava crescendo. Eu achava que estavaContinuar lendo “Mês 5: O drama da barriga”

Cada gravidez é única

Mamães, futuras mamães e mulheres no geral, esse é um recado especial para vocês que eu tive que martelar muito para pode colocar na minha cabeça dura. Cada gravidez é única. E isso serve até para as mulheres que tiveram mais de um pimpolho. Pode perguntar para elas caso ainda tenha dúvida. Não tem comoContinuar lendo “Cada gravidez é única”

Deu positivo e agora?

Alou alou que tem mamãe por aqui. Sim, inconstante que sou, deixei o blog meio de lado enquanto vivi intensamente a gravidez. Mas agora, com o Benjamin bem de olho em mim, resolvi contar para vocês como foi experimentar essa dádiva louca que é ser mãe. E você vai poder acompanhar por aqui cada fase,Continuar lendo “Deu positivo e agora?”