Você precisa desacelerar

Eu sou a garota rotina! Sempre tive tudo muito organizado na minha cabeça. Entretanto, ultimamente, me pego várias vezes reclamando da falta de tempo.

Tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, esse excesso de informação (ou falta, já que o povo fala, fala e a gente não entende meia dúzia), a cobrança por fazer algo bacana. Tudo isso nos deixa a ponto de surtar!

Será que não estamos procurando fazer coisas sem necessidade?

Grandes nomes da literatura e os atuais coachs de vida, pregam muito sobre a importância de viver cada coisa em seu tempo.

Que optando por esse caminho, temos mais chances de aguçar a nossa criatividade e tornar as atividades mais leves.

Para pessoas como eu, isso é bem complexo e exige uma carga de energia muito alta.

Porém, se eu organizo meu dia e algo dessa lista sai do meu controle, pronto! O mau humor impera.

Esse livro aqui, que fala sobre o assunto e me ajudou um bocado. É curtinho, fofo e você só precisa clicar nesse link pra ver o resumo: Você precisa ler esse livro.

Com o passar dos dias notei quantas vezes deixei a organização tomar uma proporção tão grande, que acabei me prejudicando mais do que me ajudando.

Não estou falando para você viver uma rotina bagunçada, mas sim, para ter equilíbrio e parar de caminhar com a nossa sociedade tão imediatista.

Está passando da hora de darmos um pause, para colocar o nosso ser e fazer em harmonia.

Esses dias lendo um texto da Dijanira Silva, encontrei a seguinte colocação:

“O coração não combina com a pressa, ele tem seus mistérios, exige calma e arte para lidar com ele. É sensível, e o sentimento não combina com imediatismo”.

Realmente, a nossa razão corre tanto pra conquistar as coisas que suga nossos sentimentos ao ponto de não aguentarmos mais. Ou pior, de adoecer.

Por isso, hoje quero te convidar a parar. Desacelerar sem receio de estar deixando algo para trás…

E para isso dar certo você precisar colocar em prática algumas ações:

20200621_205559_0000

Tendo como propósito esses cinco pilares, tenho certeza que uma mudança no seu interior começará acontecer.

Até porque, eu já comecei e estou começando a colher os frutos.

E para concluir esse post que está só coração, leia com atenção essa mensagem, repasse para seus amigos e bola pra frente!

20200621_210701_0000

Plano de parto espiritual

Cada mulher é única, por isso, cada uma de nós viveremos a gestação, parto e purpério de formas distintas.
Essa questão é algo que precisamos ter bem claro em nossas mentes.

No entanto, toda informação e troca de experiências são válidas. Seja você mãe de primeira viagem ou não.

Tenho muitas amigas que são mães, lembro que uma delas me contou sobre a dificuldade para amamentar e me disse que a cada dor, ela oferecia como sacrifício pelas almas.

Tomei aquilo como exemplo e durante o parto pensei a mesma coisa. A cada contração e dor eu tentava oferecer às almas todo aquele sacrifício.

Passou, o Benjamin nasceu e depois de algum tempo eu resolvi ler mais sobre isso.

Encontrei várias coisas interessantes e  já tenho boa parte guardada para incluir quando for mãe novamente.

Um deles é o plano de parto espiritual. Sim, a gestação e o momento do parto vão além do esforço físico da mulher.

VEM BENJAMIN 63É algo sobrenatural e por esse motivo, precisamos nos preparar tanto psicologicamente, quanto espiritualmente.

Sendo assim, além do plano de parto já existente na medicina (documento que fica protocolado no hospital, com informações sobre analgesia, ambiente etc), também podemos focar a nossa energia para o plano de parto espiritual.

Esse documento, não precisa necessariamente ser entregue para alguém, já que se trata de algo tão íntimo.

O que você precisa entender é que ele será o seu tempo de qualidade com Deus.

Você pode ir escrevendo com calma, conforme a gestação avança. De preferência em um ambiente calmo, silencioso ou com uma música bem baixinha.

Ore, medite, leia a Bíblia, escreva.Tenha esse encontro entre você, seu bebê e Deus.

Conte para o Senhor quais são suas expectativas para esse momento, seus sonhos e seus medos.

Aliás, principalmente os medos, a dor. Conte todos os detalhes e deixe que o médico dos médicos receba a sua oração.

Em Gênesis descobrimos a intensidade da dor do parto, porém o Novo Testamento também deixa claro que, Deus tomará para si todas as nossas dores.

Felizmente todas nós teremos que passar por um momento de dor e sacrifício de forma singular. É algo natural e que nos molda para uma nova fase da vida.

Por isso, é tão importante olhar para dentro de você e deixar todos os seus aspectos intimamente esclarecidos

VEM BENJAMIN 16
Na I Carta aos Tessalonicenses São Paulo diz o seguinte: “Que o próprio Deus da paz vos sacrifique inteiramente, e que o vosso ser – o espirito, a alma e o corpo – seja guardado irrepreensível para a vinda do Senhor Jesus Cristo” (5.23)

Quando compreendemos que somos formadas por essa tríade: corpo, alma e espírito, tomamos consciência de cada um desses pilares e do que é necessário para cuidarmos melhor deles.

Durante toda gestação cuidamos do nosso corpo físico. Nutrimos, fazemos exercício, tomamos sol…

Algumas de nós também conseguem focar bem na parte psicológica, sendo acompanhada por um terapeuta ou psicólogo.

Mas e a nossa alma? A terceira vertente do nosso ser, talvez a mais importante. Qual o lugar dela na nossa gestação e parto?

Ela é responsável pela nossa inteligência, decisões, emoções, fantasias e tantos outros sentimentos.

Mamães, precisamos nos preparar por completo para esse momento único. Não importa o tipo de parto, e sim, o peso que a sua alma carrega durante o tempo entre espera e execução.

Precisamos estar  totalmente entregues à Cristo que nos fez co-criadoras e participantes reais do milagre e mistério da vida.

Comece agora mesmo pensar nessa tríade e de forma muito especial, na parte espiritual.

Quando preparar seu plano de parto espiritual, seja livre para colocar no papel aquilo que o seu coração mandar.

Mas para dar uma mãozinha, sinalizei uma sequência de leituras bíblicas para você rezar e meditar.

Além disso, tem algumas perguntas para você se fazer e você também pode baixar uma das três opções de planners para deixar tudo anotadinho.

LEITURAS

• Jo 2,5: A maternidade

• 1 Cor 2,14: A mulher e a naturalidade do parto

• 1 Cor 3, 1-2: A fisiologia da mulher e o parto

• 1 Cor 2, 15: A alma feminina e o parto

• Jo 16, 21: A dor do parto

____________ 《》____________

QUESTIONE-SE

– Converse com seus pais e descubra como foi o seu nascimento.

– Faça uma viagem pela sua infância, veja se existe traumas e ore sobre eles.

– Faça uma reflexão sobre o que você conhece sobre gestar e parir.

– O que esse filho já mudou em mim?

– O que me dá medo quando penso no parto?

– O que eu tenho vontade de viver no parto?

– Tenho colocado barreiras para viver esse momento? Quais?

– O que posso fazer para quebrar essas barreiras?

– Como Deus pode me ajudar nesse momento?

Você também pode salvar o arquivo, imprimir e fazer suas anotações.

▪︎ Planner A Doce Espera:

20200614_072215_0000

▪︎ Planner Raio de Sol:

20200614_072143_0000

▪︎ Planner O Simples que Conquista:

20200614_072113_0000

Para comer com os olhos

Tá, digamos que eu não sou lá aquelas coisas na cozinha. Arrisco uma coisa aqui e outra ali bem esporadicamente.

Resquícios de uma mãe que também caminhava pela cozinha trivial.

Mas uma coisa é fato. Eu amo assistir programas de culinária. Maratono aquele monte de programa da GNT, Masterchefs e até Ana Maria Braga.

No entanto, se tem uma coisa que conquistou de vez meu coração (e estômago), foram as séries da Netflix.

Assisto tanto que até arrisco uma receita aqui e outra ali. Porém, como não sou boba nem nada, não vou engordar sozinha.

Fiz uma lista com as minhas 5 séries preferidas (por enquanto) para você maratonar também.

Prepare a pipoca e dê o play!

1 – Chef’s Tableimages (9)
Se você gosta de conhecer a trajetória de grandes profissionais, esse é o lugar. Aqui você visita a história de renomados chefs ao redor do mundo, além de ficar com água na boca com as receitas mirabolantes. Com certeza é uma inspiração para quem acha que o sucesso bate na porta.

2 – Somebody Feed Philimages (10)
Essa foi a primeira série de gastronomia que assisti na Netflix e, sim, é a minha preferida. O Phil é um apresentador gente como a gente, que se arrisca pelos sabores e fala conosco como se estivéssemos ali, sentadinhos ao lado dele. Para quem curte viagens, tá aí mais um motivo para assistir. Ah! Corre que tem cinco episódios novinhos.

3- Street Food: Ásia images (11)
Se você quer manter a sua bagagem cultural transbordando, chegou a hora. Nessa série, podemos nos deliciar com a rica gastronomia asiática, montar um cardápio mental e já pensar em uma passagem pra lá quando tudo isso acabar.

4- Na Rota do Tacoimages (13)
Além de dar água na boca, essa série é muito divertida. Tive a oportunidade de experimentar os tacos no México e são super diferentes do Brasil. Aliás, a culinária mexicana é uma das minhas preferidas. Mas voltando ao tema, nessa série você vai experimentar com os olhos diferentes versões dessa comida que é cheia de história.

5- Ugly Delicious images (14)
Essa série é pra você lembrar daquela convivência marota com os amigos. Saudade né minha filha? Aqui o chef famosão David Chan, leva seus amigos para experimentar receitas que na minha imaginação são deliciosas!

Por enquanto chegamos ao fim dessa saga gastronômica. Me conta se você já assistiu alguma dessas séries.

Se ainda não viu, passou da hora de começar!

Quem sabe você arrisca umas receitinhas em casa heim?!

Beleza feminina e a religião

Para quem me conhece há mais tempo, sabe que a minha mãe sempre foi muito vaidosa. Desde cedo ela nos ensinou a importância de nos cuidar, nos sentirmos bonitas e confiantes.

Então, eu e minha irmã crescemos sabendo escolher aquilo que iríamos fazer, desde tratamentos estéticos até o que vestir.

Somado à isso, roupas nunca foram questionadas e até meus 25, 26 anos nunca havia parado para pensar em como ela influenciava a minha personalidade.

Aliás, essa é um questão que acredito até hoje. A forma como nos cuidamos e nos apresentamos é exatamente aquilo que reflete de dentro de nós.

E não, esse post não é para causar polêmica ou julgar quem não pensa dessa forma. Ele é apenas a resposta do que sou hoje e de todas as vezes que alguém brincou: lá vai a irmã com sua saia arrastando no chão.

Mas voltemos ao que interessa. Durante um bom tempo eu queria me firmar como mulher. Não uma mulher qualquer mas alguém que arrancasse suspiros sabe.

Por isso, não enxergava mal usar roupas bem justas, curtas e decotadas. Enfim, que chamasse a atenção para o meu corpo.

Aliás, uma coisa é fato. O corpo da mulher é algo incrível. São formas bem desenhadas, cada qual com a sua característica particular. E ele chama atenção independente da roupa que você usa.

E assim foi durante anos. Investia um bom tempo e dinheiro para me adequar aos padrões e me achar bonita, ao ponto de esquecer quem eu era, para ser apenas um corpo.

Na verdade um objeto de desejo. Sabendo, lá no fundo, que a maior prejudicada era eu mesma.

Até que um dia eu virei a página. Sim, tudo o que eu penso e falo hoje só existe porque vive meu encontro com Deus, uma conversão.

Óbvio que não foi da noite para o dia. E quem convive comigo há mais tempo pode falar sobre isso.

Foi um passo de cada vez. Começou quando me senti incomodada com os olhares e com o que eu ouvia por aí.

Passei a entender que a beleza me fazia mal, ao partir do ponto que eu trazia a intenção de ter um corpo trabalhado e exposto, para responder ao desejo sexual do outro.

Eu era escrava dessa situação, que é totalmente imposta pela sociedade, e quando acordei passei a me olhar como alguém que tem valor.

Conheci o sentido da sacralidade e passei a me olhar como imagem e semelhança de Deus. Só a partir desse pensamento parei de ferir a minha própria dignidade.

Entretanto, como disse ali para cima. Essa mudança não é fácil, em especial porque temos inúmeros estímulos no mundo atual que caminham totalmente para o contrário.

Lembro que, nesse processo de mudança eu já estava no caminho de namoro. E as roupas curtas e chamativas eram pautas constantes nas nossas conversas.

Sim, a visão masculina do Diogo foi extremamente importante para abrir os meus olhos e dar mais valor à mim mesma.

Nesse trajeto mudei radicalmente. Passei a usar roupas longas e largas. Não usava mais acessórios e quase nada de maquiagem. Confesso que fazia umas combinações bem estranhas 🤷🏾‍♀️

Todavia, um processo de mudança exige autoconhecimento e eu ainda não havia adentrado a minha própria intimidade.

Fui de um extremo ao outro. Comecei a me sentir feia, uma mulher que escondia a beleza feminina. Passei a ler e estudar mais sobre os pensamentos da Igreja sobre a mulher e seu comportamento.

Li sobre modéstia, castidade, beleza feminina e mais um monte de coisas.

Me deparei com inúmeros exageros que cometemos nessa loucura de nos encontrar.

Vi que ser cristã não é sinônimo de ser brega, ao contrário, temos o dever de exaltar a beleza de Deus.

A partir de então, fui encontrando o meu caminho, sem exageros e passei a me valorizar mais. Cuidar da aparência e da autoestima, mas não fazer do meu corpo um objeto de desejo para os outros.

LRM_EXPORT_7939244698936_20190306_225456085

{Laço no cabelo, saia e tênis = nova eu}

Quando melhoramos a nossa autoestima, paramos de nos sentir obrigadas a nos moldar para ser amada  aceita ou para ser vista e reconhecida.

Encontramos o nosso valor na nossa própria existência.

Eu finalmente havia me encontrado, sabia o que eu gostava, me deixava bonita e confortável.

Me vestir tornou-se algo simples e o gosto pelo belo foi surgindo aos poucos.

Aliás, a maior mudança não foi nas roupas e sim no cabelo!

Falo mais sobre esse período nesse texto aqui: Um pesadelo chamado transição capilar.

Mas voltando, nesse processo todo entendi que estar bonita é um ato de caridade ao próximo.

A beleza é algo que transborda de dentro para fora. Aliás, você pode perceber que quando estamos felizes a tendência é caprichar no look, comer de forma mais saudável e se exercitar.

Já se estamos num bad day, vestimos algo mais apagadinho, comemos qualquer coisa e  só queremos a nossa cama.

Super natural, uma vez que somos feitos de sentimentos. No entanto, o que eu quero que você entenda é que você é mais do que um corpo caminhando por aí.

Você é templo do Espírito Santo. Lugar onde Deus habita. Isso não é qualquer coisa. Por isso, temos que nos olhar, entender a forma que queremos deixar a casa de Deus e dar o próximo passo.

Você é única (e único também viu meninos). Sua beleza é única, é joia rara.

E antes de concluir, deixo aqui duas dicas muito importantes:

1- Revele sua beleza apenas para quem merece e na hora certa. Parece loucura, mas para e pensa em quantas vezes você deixou a sua intimidade exposta e depois, sozinha, se sentiu mal. Suja.
Isso gera feridas que demoram para cicatrizar. Por isso cuide do que é seu.

2 – Deixe exalar a beleza que Deus lhe deu. Encontra-se e se posicione como uma linda pessoa de Deus.
A mulher de valor, quem a encontrará? Ela é mais preciosa do que as jóias […] proporciona sempre alegria, nunca desgosto” (Pv 31,10-12).

P.S. Fique em casa, mas fique bonita!

Pare de achar tudo normal!

Diariamente lutamos para que a nossa saúde física e mental se mantenham em dia.

Nos alimentamos e forma saudável, meditamos e praticamos atividades físicas.

Se podemos, ficamos em casa. Caso contrário, respiramos fundo e enfrentamos nossos medos de cabeça erguida.

Mas até quando? Será que nossa vez de ser a próxima vítima está próxima?

Não dá pra silenciar. Não dá para ligar no jornal e todos os dias e vermos o número de pessoas morrendo por mãos humanas aumentando desenfreadamente.

images (8)• Desde o começo da pandemia o número de mulheres que sofrem violência doméstica aumentou 44,9% somente no estado de São Paulo, segundo Agência Brasil.

images (7)• João Pedro de apenas 14 anos, um menino, morreu vítima de uma bala perdida dentro de casa. Mais um dentre tantos que morrem dessa mesma forma ou nas ruas vítimas de bandidos e polícias.

images (6)• Mais um homem, negro, George Floyd, repete a história de tantos outros negros que são discriminados, agredidos e mortos por todo o mundo.

Isso é um pouco do que vemos. Fora as pessoas que morrem de fome, frio, pelas drogas… de forma invisível se vão sem tempo de se despedirem.

Ou aqueles que no silêncio de suas próprias mentes muitas vezes adoecidas e desconhecidas se deixam ir…

Não dá pra silenciar. Precisamos parar de achar tudo isso normal. De trocar de canal com a desculpa é sempre a mesma.

Está passando da hora de gritarmos por justiça e igualdade independe de raça, credo ou situação social.

O mundo está doente e nós estamos adoecendo junto com ele.

Onde está nossa compaixão e misericórdia?

Por qual caminho estamos nos deixando levar?

Volta! Vamos manter nosso olhar em unidade e quem sabe diante de tanta dor aprender a lutar por aqueles que ainda não sabem como.

Vamos em frente por negros, mulheres, brancos, obesos, crianças e tantos outros que precisam de nós.

Juntos somos mais (e se nos esforçamos podemos ser melhores).

Quarentene-se: 40 dicas para passar “ileso”

Faço parte da leva de pessoas que têm a oportunidade de ficar em casa durante esse tempo de luta contra a disseminação do Covid-19.

Sou muito grata à Deus por isso. Por poder cuidar da minha casa, meu filho e meu esposo enquanto o futuro ainda é incerto.

Hoje, segunda (1° de junho) começa uma nova fase, depois de um tempão de questionamentos sobre o ficar em casa ou não.

Muitas coisas abriram e não sou eu que colocarei à prova quem é o certo. Até porque eu sempre penso naquela frase: ai se fosse o seu.

Por aqui seguimos nos cuidando da forma que acreditamos ser correta para a nossa família e rezando para que a doença, as pessoas afetadas diretamente e nosso país consiga passar por isso (e aprender também).

Enquanto vivemos esse impasse, pude fazer uma lista com 40 sugestões para você sacodir a poeira e dar a volta por cima, antes que tudo crie poeira por aí.

1- Tire o pijama
2- Faça um ciclo de exercícios em casa
3 – Coloque uma receita saudável em prática
4- Ligue para alguém que não vê há muito tempo
5- Faça um curso gratuito
6- Envie uma surpresa para alguém
7- Leia um livro
8- Escreva seus sentimentos
9- Coloque sua música preferida e dance
10- Faça uma vídeo chamada
11- Assista um filme
12- Organize suas gavetas
13- Compartilhe algo bacana nas redes sociais
14- Medite
15- Faça um spa day
16- Cante louvores
17- Tome um café gostoso
18- Durma cedo
19- Assista uma live
20- Decore um ambiente da casa
21- Massageie seus pés
22- Anote novas ideias para seu trabalho
23- Faça um suco cheio de vitaminas
24- Aprenda um trabalho manual
25- Tenha um dia sem redes sociais
26- Coloque uma aula de alongamento no YouTube
27- Pratique exercícios de respiração
28- Assista um filme na sua língua original
29- Escreva um artigo sobre seu tema preferido
30- Separe itens para doação
31- Faça uma faxina em casa
32- Acorde cedo e tome banho
31- Se arrume, mesmo se for ficar em casa
32- Escreva uma carta à mão e envie pelo correio
33- Organize fotos para revelar
34- Beba 2 litros de água
35- Compre uma aquarela
36- Aprenda sobre educação financeira
37- Veja se o seu vizinho precisa de algo
38- Liste novas metas
39 – Arrume a cama
40- Agradeça por algo simples que tenha acontecido.

O tempo de incertezas pode nos deixar com medo, inquietos e deprimidos. Por isso, precisamos pensar em atitudes que nos ajudam a viver o tempo presente com bem-estar  e saúde física, espiritual e psicológica.

Aliás, desses itens acima qual você já colocou em prática?

Ah! Me diga também o que você acrescentaria nessas sugestões.

Namoro santo, eu vivi!

Sempre me perguntam como foi viver um namoro santo no auge dos 26 anos, e eu respondo: foi a decisão mais louca e mais acertiva que eu vivi.

Para vocês entenderem. Eu já havia namorado durante anos… Namoro rápido do mundão: bebida, baladas e sexo.

Nessa época nunca havia tido contato com a castidade. Não sabia o que era, pra que vivê-la e o quão ela seria importante para outras decisões da minha vida.

O relacionamento terminou, conheci outras pessoas, mas nada foi para frente…

Eu estava muito machucada com tudo que havia vivido. Me vi sozinha e sem grandes expectativas para viver um relacionamento que iria me ajudar a crescer em todos os aspectos.

Até que, no Jovens Sarados vivi a minha experiência íntima com Deus e ali, naquele momento, Ele próprio aguçou a minha curiosidade sobre o tema.

Desde então, um caminho sem volta. Em 2015 prometi para mim e para Deus que só teria contato com outro homem se aquele fosse meu esposo.

Ainda não sabia nada sobre a castidade, só havia escutado alguns testemunhos. Então, comecei a ler muito. Livros, a Bíblia, pesquisas, testemunhos.

Assisti muitas pregações e conversei com pessoas que viviam aquela realidade. Com isso, a vontade de experimentar uma vida de intimidade com Deus e comigo foi crescendo naturalmente.

O tempo passou, minha postura havia mudado e eu esperava a vontade de Deus prevalecer na minha vida.

Leia também: Castidade ainda existe?

Depois de três anos sozinha (desde que terminei o antigo relacionamento, não tive contato físico com ninguém), conheci o Diogo, aos poucos nos tornamos amigos e fomos nos conhecendo.

Da amizade, o sentimento foi surgindo. Primeiro em mim e coloquei em oração, depois nele, que fez o mesmo.

Iniciamos o caminho de namoro. Não havia abraços, mãos dadas ou conversas impróprias.

Éramos amigos, os melhores. Íamos a Igreja, nos gastávamos ali. Saímos com os amigos e conversávamos muito sobre aquilo que queríamos para as nossas vidas.

Leia também: Solteiros vivem a castidade?

Passaram os meses. O sentimento cresceu espiritualmente e racionalmente. Sim, namoro santo também precisa ter doses de razão, são elas que vão te afastar das tentações fisiológicas naturais do ser humano.

Começamos a namorar. Ao contrário do que muita gente pensa, namoro santo é muito bom e nos molda para vivermos muitas coisas importantes no matrimônio. Principalmente a abstinência e castidade.

Não tem segredo, viver com prudência. Ter paciência, conhecer seus limites e o do outro e saber dizer não.

Namoro santo é oração! É colocar seus sentimentos à disposição de Deus e não do outro.

Nenhum relacionamento sustentado apenas pelo homem dura até que a morte os separe. Só Deus nos molda para viver uma vida ao lado do outro.

Leia também: Namoro santo, ele existe!

Entre namoro e noivado foram praticamente dois anos. Muitas lutas, muitos dias longe para não cairmos e a maioria deles cercados de pessoas.

Quase não ficávamos sozinhos, nada de dar chance pro pecado!

A luta até o altar foi grande. Mas foi maravilhosa e hoje colhemos os frutos de um namoro bem vivido.

Para você, homem ou mulher, que deseja viver um namoro santo eu te falo. Vá em frente!

Não desista desse propósito, que vai te fazer crescer muito como pessoa.

Para te ajudar a viver com mais consciência, separei 5 dicas para você viver bem um namoro santo:

1- Oração: Ela deve começar sempre individualmente, você colocando em Deus seus desejos e se abrindo para ouvir aquilo que o próprio Senhor quer para a sua vida. Lembre-se, Deus as vezes corta, então, seja compreensível. Tenha essa vida de oração também com o seu namorado. Eu e o Diogo, por exemplo, colocamos como propósito do nosso namoro ir a missa todos os dias de manhã. Foi ótimo, oração e sacrifício que nos ajuda até hoje.

2 – Conversem: Falem sobre quase tudo. Ficou confuso? O que eu quero dizer é que assuntos sobre passado ou que te deixe aguçado fisiologicamente não são bacanas por motivos óbvios. Conversem sobre sonhos, família, o que gostam e tantas outras coisas por aí. É exatamente esse diálogo que vai ajudar um conhecer o coração do outro.

3 – Façam coisas juntos: sirvam na Igreja, ajudem os mais pobres, doem sangue, caminhem no parque… Sim! Vocês precisam ter um momento juntos. Juntos e não grudados oka? Lembro que eu e o Diogo sempre passeavamos  lugares públicos e era ótimo bater perna com ele por aí.

4 – Tenham o apoio de um casal que vivem aquilo que vocês querem viver: Graças a Deus e o Diogo temos um casal de amigos, hoje nossos padrinhos que nos ajudam muito em diversas questões a respeito de relacionamento. Hoje que temos nossa família então, ajudam e nos acompanham sempre. Além de ser inspiração, eles nos orientam bastante.

5 – Façam um jogo de perguntas e respostas: Falamos essa dica para todos os casais que acompanhamos hahhaha é engraçado, parece besteira, mas foi justamente isso que nos ajudou ter certeza para dar o próximo passo. Cada um fez um questionário com 10 coisas que amam e 10 coisas que odeiam. Depois de preenchido, trocamos os papéis e conhecemos um pouco do gosto um do outro. A propósito, havia bastante coisa em comum.

Dê uma lida nos posts sobre esse tema que estão linkados nesse texto!

Não esqueça de compartilhar com os amigos heim?!

20200525_082118_0000

12 Filmes pra rasgar o coração

Faz um tempinho que eu assisti o filme super comentado, Milagre da Cela 7 que está na Netflix.

Aliás, era meu tempo de isolamento real, já que o bebê dormia, então não pensei duas vezes e dei o play!

Que filme! Que atuação! São tantos adjetivos que depois vou fazer um post pontuando o tanto que ele mexeu comigo.

Enfim, depois do filme me senti aliviada porque diante de tudo que está acontecendo, de tantos dias em casa, as coisas ficaram meio automáticas e eu já nem sei mais qual o sentimento que carrego no momento. Só sei que eles estão à flor da pele.

E quem me conhece sabe que eu dou muito valor em saber o que acontece no meu interior, em entender as minhas sensações e como posso fazer para que cada uma encontre o seu lugar.

P.S. Desculpa amigos se também quero fazer isso com vocês e futrico o sentimento alheio.

Fiquei pensando em quantas coisas guardei e, com essa rotina maluca, acabei esquecendo de colocar para fora, já que meu dia é tão carregado de atividades.

Refleti em quantas vezes engoli o choro porque não tive tempo de deixar as lágrimas rolarem, afinal, tem comida no fogão, fralda para trocar, criança para cuidar…

E em como tudo isso nos transformou em pessoas estilo Coelho da Alice, que só corre atrás do relógio sem pensar em mais nada.

Precisamos dar uma pausa sim! E na verdade esse texto nem é sobre a quarentena, mas sobre a importância de rever nossos sentimentos e colocá-los para fora aquilo que nos sufoca. 

Então, resolvi te dar uma mãozinha, fiz uma lista com 12 filmes para você maratonar e se acabar de chorar! 

Prepare o brigadeiro e a caixa de lenços. Dá o play! E depois me conta o que achou?!

c3698948bbef8e01b61b372d4a29088b_XL
1- Intocáveis: 

Philippe é um aristocrata rico que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico. Precisando de um assistente, ele decide contratar Driss, um jovem problemático que não tem a menor experiência em cuidar de pessoas no seu estado. Aos poucos a amizade entre eles se estabelece, com cada um conhecendo melhor o mundo do outro.

 


1926679

2- Milagre na cela 7:
Separado de sua filha por ser acusado de um crime que não cometeu, um homem com deficiência intelectual precisa provar sua inocência ao ser preso pela morte da filha de um comandante. Ele passa a contar com a ajuda de seus companheiros de cela e de quem também está do outro lado das grades.

 

 

5180803- O pequeno Príncipe (Netflix):
Uma garota acaba de se mudar com a mãe, uma controladora obsessiva que deseja definir antecipadamente todos os passos da filha para que ela seja aprovada em uma escola conceituada. Entretanto, um acidente provocado por seu vizinho faz com que a hélice de um avião abra um enorme buraco em sua casa. Curiosa em saber como o objeto parou ali, ela decide investigar. Logo conhece e se torna amiga de seu novo vizinho, um senhor que lhe conta a história de um pequeno príncipe que vive em um asteroide com sua rosa e, um dia, encontrou um aviador perdido no deserto em plena Terra.

 

20106873

4- A Paixão de Cristo:
As últimas 12 horas da vida de Jesus de Nazaré. Desde a traição de Judas no meio da noite, passando pela desconfiança e decisão e Pilatos que cede diante de boa parte da população que pede que Jesus seja crucificado. Passando pelo sofrimento e morte de Jesus.

 

 

20363523

5 – O Impossível:
O casal Maria e Henry estão aproveitando as férias de inverno na Tailândia junto com os três filhos pequenos. Mas na manhã de 26 de dezembro de 2004, enquanto curtiam aquele paraíso após uma linda noite de Natal, um tsunami de proporções devastadoras atinge o local, arrastando tudo o que encontra pela frente.

 

20156966

6- A espera de um milagre:
No corredor da morte de uma prisão sulista. Paul Edgecomb é o chefe de guarda da prisão, que tem John Coffey  como um de seus prisioneiros. Aos poucos, desenvolve-se entre eles uma relação incomum, baseada na descoberta de que o prisioneiro possui um dom mágico que é, ao mesmo tempo, misterioso e milagroso.

 

DJ_IT_1Sht_18
7- Querido John:

John Tyree é um jovem soldado que está em casa, licenciado. Um dia ele conhece Savannah Curtis, uma universitária idealista em férias, por quem se apaixona. Eles iniciam um relacionamento, só que logo John precisará retornar ao trabalho. Dentro de um ano ele terminará o serviço militar, quando poderão enfim ficar juntos. Neste período eles trocam diversas cartas, onde cada um conta o que lhe acontece a cada dia.

 

 

309404_350556548348515_1555723199_n

8- O menino de pijama listrado:
O menino Bruno, de 8 anos, é filho de um oficial nazista que assume um cargo importante em um campo de concentração. Sem saber realmente o que seu pai faz, ele deixa Berlim e se muda com ele e a mãe para uma área isolada, onde não há muito o que fazer para uma criança com a idade dele. Os problemas começam quando ele decide explorar o local e acaba conhecendo Shmuel, um garoto de idade parecida, que vive usando um pijama listrado e está sempre do outro lado de uma cerca eletrificada. A amizade cresce entre os dois e Bruno passa, cada vez mais, a visitá-lo, tornando essa relação mais perigosa do que eles imaginam.

 

2019-692-filmes-universal-como-treinar-seu-dragao-2-poster

9- Como treinar seu Dragão 2: (eu chorei, não me julguem):
Cinco anos após convencer os habitantes de seu vilarejo que os dragões não devem ser combatidos, Soluço convive com seu dragão Fúria da Noite, e estes animais integraram pacificamente a rotina dos moradores da ilha de Berk. Entre viagens pelos céus e corridas de dragões, Soluço descobre uma caverna secreta, onde centenas de novos dragões vivem. O local é protegido por Valka, mãe de Soluço, que foi afastada do filho quando ele ainda era um bebê. Juntos, eles precisarão proteger o mundo que conhecem do perigoso Drago Bludvist

 

.

230px-My_Sister_Keeper_200910 – Uma prova de amor:
Sara e Brian Fitzgerald  são informados que Kate, sua filha, tem leucemia e possui poucos anos de vida. O médico sugere aos pais que tentem um procedimento médico ortodoxo, gerando um filho de proveta que seja um doador compatível com Kate. Disposto a tudo para salvar a filha, eles aceitam a proposta. Assim nasce Anna, que logo ao nascer doa sangue de seu cordão umbilical para a irmã. Anos depois, os médicos decidem fazer um transplante de medula de Anna para Kate. Ao atingir 11 anos, Anna precisa doar um rim para a irmã. Cansada dos procedimentos médicos aos quais é submetida, ela decide enfrentar os pais e lutar na justiça por emancipação médica, de forma a que tenha direito a decidir o que fazer com seu corpo.

11 – Até o último homem:98d6e5650f0ba1f30d5f303a1f7e13e1
Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss  se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

 

 

 

15990695

12 -A culpa é das estrelas:
Diagnosticada com câncer, a adolescente Hazel Grace Lancaster se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters, um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes de suas doenças: Hazel preocupa-se apenas com a dor que poderá causar aos outros, já Augustus sonha em deixar a sua própria marca no mundo. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor, enquanto lutam para se manter otimistas e fortes um para o outro.

 

Ufa! Acho que é isso:
Assistam e me contem nos comentários qual filme fez seu coração bater mais forte.

Me siga nas redes sociais e fique por dentro de mais novidades!

20200524_100708_0000

Sugestões simples para economizar no casamento

Faz tempo que quero falar um pouco mais sobre o casamento (cerimônia + festa) por aqui.

Primeiro porque eu gosto muito de falar sobre isso, segundo porque percebi que muitas (muitas mesmo) amigas vão casar esse ano.

#ajudaasnoivascorona

No entanto, o que mais escuto falar é: casar é muito caro, como vocês conseguiram realizar esse sonho sem gastar tanto?

A resposta é fácil: planejamento, foco, desapego e bons investimentos.

Sim! Entre nesse barco sabendo que nem tudo que você sempre desejou será realizado nesse dia.

Com isso em mente você vai conseguir pensar em todo resto.

E para tornar esse tempo mais fácil, selecionei algumas dicas para te ajudar a baratear o tão sonhado casamento!

P.S 1: o sonho de se casar deve caber no seu bolso. De nada adianta aquele casamento de novela se vocês irão passar o resto do ano pagando os boletos da festa. Só dor de cabeça para um casamento que está apenas começando.

Caneta e bloco de notas na mão, vamos lá!

• Como resolvemos fazer tudo 100% sozinhos, eu investi em dois materiais que nos ajudaram muito a tomar decisões certeiras e ter uma lua de mel de 15 dias na Europa sem pagar muito. Simmm voltamos para a nossa casinha sem um boleto sobre casamento:

1 – Guia Definitivo do Casamento Econômico: O e-book conta a história de um casal que conquistou o sonho com menos de 3 mil reais. São várias dicas valiosas para economizar com a decoração, buffet, lembrancinhas. Etc! Vai bem mais além das dicas que eu dou aí embaixo. Só clicar AQUI para comprar essa preciosidade s2!
2 – E nós sempre batemos o martelo sobre a lua de mel e como ela é importante para o casal. Só que ela assusta muitos casais que sonham em viajar por aí. Pra realizar o sonho de conhecer Portugal, revirei esse e-book Guia Completo da Lua de Mel Econômica que ajudou não apenas economizar em passagens, hospedagem, seguro viagem e passeios. Mas deu dicas de roteiro e checklist. Vale muito, muito a pena mesmo esse investimento. Só clicar AQUI e dar uma olhada em tudo que te espera.

• Tenha uma agenda, planner ou aplicativo para anotar seus ganhos financeiros, gastos, reuniões e todas as tarefas previstas. Assim, você poderá se organizar e saber exatamente qual o próximo passo a ser dado.

Façam uma planilha com a lista de fornecedores, e tenham nessa lista mais de uma opção para cada serviço. Eu tinha três opções. Classifiquem ao lado qual é bem recomendado pelas outras noivas, seus preços e observações especiais. Depois é só comparar qual possui o melhor custo-benefício.

 

• Planejar com antecedência será seu grande aliado para economizar e ainda os dará tempo para pedir muitos orçamentos e negociar as formas de pagamento.

 

• Façam duas listas de convidados. A primeira deve ter aqueles que são imprescindíveis. À medida que receberem as informações de quem não poderá comparecer, inclua os que ficaram na segunda lista. Ou seja, fiquem no pé da confirmação.

 

• Quando forem escolher o modelo do convite de casamento, prefiram um simples e sem envelopes cheios de frufrus. É possível para encontrar opções econômicas, modernas e originais. Aliás, tem alguns layouts gratuitos para vocês colocarem a mal na massa.

• Vocês podem aproveitar esse período e enviar um Save the date online para os convidados e ir aquecendo os motores enquanto o grande dia não chega.

Casar de manhã ou no inverno pode reduzir bastante os valores, além de ser bem charmoso. Geralmente você reduz alguns fornecedores como iluminação se o casamento for durante o dia.

• Dias de semana, de segunda a quinta-feira, são mais econômicos, tanto para a recepção e para o contrato de fornecedores.

• Já o sábado é o dia mais caro, assim, se o foco é economizar neste item, risquem esse dia da sua lista. E a sexta pode ser uma opção meio termo.

• Após feriados, como Dia dos Namorados ou Dia das Mães, vocês podem encontrar flores com ótimos descontos. Sim, elas são o “soborô”. Assim como as decorações  após o Natal e  Ano Novo.

• Se você faz questão de flores, prefira as da estação que os preços costumam ser mais baixos. Na Igreja nós usamos flores apenas no altar, já na festa caprichamos um pouco mais.

• Dependendo do horário do seu casamento, você pode pensar em dividir a decoração com outras noivas do dia, e quem sabe todas conseguem também um desconto com um mesmo fornecedor.

• Se vocês já têm a casa montada, façam uma vaquinha online (E avisem seus convidados). Vocês podem usar o valor para abater na festa ou na lua de mel.

• Para a música você pode usar um pendrive com os rits preferidos do casal (Nós fizemos isso), contar com aquela banda de amigos ou contratar um DJ ao invés de ter duas apresentações.

• Fiquem atentos às opções de cardápio, eles costumam ter valores de acordo com o tipo de comida escolhida.

• Bebidas alcoólicas são resultados de zeros a mais na conta. E vocês pode confirmar com qualquer buffet. Eu e o Diogo não bebemos, então não tinha motivos para escolher um menu sem álcool e o melhor, com essa escolha, além de pode incluir sucos diferentes ainda rolou meu cafezinho tão querido!

• Como lembrancinha, podem optar por um vasinho de suculentas, maçã do amor, leques e artesanatos em geral. Além de fotos eles podem ser feitos por vocês.

• No caso dos doces vocês têm duas opções: a primeira é optar pelo faça você mesmo. Eu e o Diogo fizemos isso, contamos com a ajuda da família e ficou uma delícia. E a segunda é escolher duas variedades de doces, sem nozes heim. Elas são caríssimas!

• Escolha um bolo que além de delicioso, seja bonito, assim você pode usá-lo para servir e decorar a mesa.

• Mulheres pensem bem no que vocês querem para esse dia. Os pacotes de dia das noivas costumam ser caríssimos, então escolha exatamente aquilo que você faz questão.

No mais: pesquisem, pesquisem e pesquisem. Conversem bastante e saibam exatamente o valor que vocês podem gastar.

Lembrem -se que a parte mais importante é a cerimônia, a festa é uma extensão dessa alegria. Se não for possível realizar, sem problemas. O felizes para sempre quem faz são vocês!

 

Ah! Caprichem  na lua de mel, ela é mais importante do que vocês imaginam.

Não esqueça de mandar esse link para  aquela noivinha tensa com os últimos acontecimentos, mas que não pensa em outra coisa.

bride-690292_1280

Amor em tempos de caos

Que o assunto da vez é o Covid-19 nós sabemos. Aliás, muitas notícias têm circulado entre nós. Sejam elas reais ou não.

Ultimamente precisamos avaliar e filtrar tudo o que ouvimos. Pesquisar veículos confiáveis e administrar nossa rotina, nossa conta bancária, aqueles que amamos, sem nos esquecermos da nossa saúde física e emocional.

Diante de tanta coisa acontecendo só consigo pensar em como é importante nos atentarmos ao nosso comportamento. Afinal, é isso que vai ajudar que esse tempo passe com o mínimo de lesões que infelizmente serão inevitáveis.

A partir dessa questão, fiz uma lista com 10 sugestões simples para sobrevivermos nesse tempo de atenção.

Leia com carinho, compartilhe com seus amigos e vamos nos sensibilizar e nos atentar com a sociedade que precisa de cuidados e empatia.

1- Nem toda informação é real. Em meio à chuva de fake news, notícias exageradas e até mentirosas circulam o tempo todo. Por isso, cuidado. Busque fontes oficiais e especialistas para se manter informado.

2 – Até onde sabemos não é o fim do mundo. Então não vamos nos desesperar e influenciar o desespero no próximo. É triste sim, muitas pessoas estão sofrendo e muito com o que está acontecendo. Pessoas estão morrendo, perdendo seus empregos, empresas fechando. Entretanto, é fundamental tentar manter a calma e seguir a vida do jeito que der. Com cuidados, atenção e calma.

3 – Pense no próximo. Nada de carrinhos lotados de comida ou comprar todo o estoque de máscaras e álcool gel. Ainda não temos informações sobre escassez de alimentos ou outros itens de necessidades pessoais. Quer comprar uma coisa ou outra? Ok, mas seja consciente. Lembre-se que todo mundo precisa se alimentar, tomar banho e ir ao banheiro.

4- Seja higiênico. Se você já é, dobre a atenção. Mantenha as mãos limpas, tire os sapatos ao entrar em casa, carregue álcool gel na bolsa, mantenha a mesa de trabalho e móveis limpos diariamente. Cuidado ao espirrar, tossir e colocar a mão no rosto.

5- Tenha empatia com todos, redobre com o grupo de risco. Deixe para visitar os avós quando tudo passar. Avise seu vizinho idoso ou com necessidades especiais que você pode ir ao mercado ou a farmácia quando ele precisar. E não esqueça, o telefone e as chamadas de vídeo serão seus melhores amigos nesses tempos de confinamento. Use-os escute e veja aqueles que você ama.

6- Seja responsável e obediente. Faça aquilo que os órgãos responsáveis pendem. Se não tem aula, não vá ao shopping. É home Office? Nada de praia ou bares. Evite aglomerações de verdade, mesmo se você estiver exalando saúde.

7- Conte a verdade para as crianças. Não invente, não esconda. Aproveite a ocasião para explicar aos pequenos o que realmente está acontecendo e como devemos nos portar diante dessa questão. Dá para ensinar questões sobre higiene, economia, viver em sociedade e muito mais.

8- Cuide da sua a saúde. Alimente-se bem, beba muita água. Procure atividades físicas que você consegue fazer em casa. Medite. Aproveite o tempo para ler, fazer um curso online, tocar algum instrumento ou cozinhar uma receita nova.

9- Organize a casa. Aproveite esse tempo para fazer um limpa nos armários, gavetas, caixas e outros lugares que você sempre deixa para depois.

10- Saiba esperar. Em tempos de descobertas, caos e análises precisamos a aprender a esperar com tranquilidade até a tempestade passar.